colirio

All posts tagged colirio

O que é atropina e como funciona (mecanismo de ação)?

A atropina ocorre naturalmente e é extraída dos alcaloides da beladona contidos nas plantas. A atropina bloqueia a ação da acetilcolina, um neurotransmissor que causa a contração de dois tipos de músculos, músculos lisos e cardíacos. Também tem outros efeitos neurológicos. Atropina oftálmica é usada durante exames oftalmológicos para dilatar a pupilaOftalmologista Planaltina. A atropina também é usada para enfraquecer a contração dos músculos dentro dos olhos, os músculos que operam a íris e as lentes. Paralisada lente, chamada cicloplegia, resulta na perda da capacidade de focalizar a visão. A paralisia da íris (midríase) impede que a íris se ajuste ao brilho da luz que chega e afeta a capacidade de ver claramente. Em estudos clínicos, o uso de uma única administração tópica de solução oftálmica de atropina a 1% (colírio) resultou em midríase máxima (dilatação ou alargamento da pupila) em aproximadamente 40 minutos e cicloplegia máxima em aproximadamente 60 a 90 minutos. Na maioria dos casos, a recuperação completa ocorreu em aproximadamente uma semana, mas pode levar algumas semanas. O FDA aprovou a atropina em 1938.

Quais são os efeitos colaterais da atropina?

Os efeitos colaterais mais comuns relatados incluem:

  • dor nos olhos;
  • picada na administração;
  • visão borrada;
  • sensibilidade à luz;
  • diminuição da produção de lágrimas;
  • inchaço palpebral;
  • aumento da frequência cardíaca e pressão arterial se a atropina for absorvida pelo olho.

Qual é a dosagem para atropina?

  • Para induzir midríase (dilatação da pupila) ou cicloplegia em adultos: Instale 1-2 gotas de solução oftálmica a 1% no olho 1 hora antes do procedimento. Clinica de Oftalmologia em Brasilia
  • Para o tratamento de condições inflamatórias do olho (irite ou uveíte) em adultos: Instale 1-2 gotas de solução a 1% no olho até 4 vezes por dia.

Quais medicamentos ou suplementos interagem com atropina?

O uso de atropina com inibidores da monoamina oxidase (MAOI) não é recomendado devido ao risco de causar pressão arterial severamente elevada (crise hipertensiva). Exemplos de inibidores da MAOI incluem:

  • linezolida (Zyvox);
  • azul de metileno;
  • fenelzina (Nardil);
  • procarbazina (Matulane);
  • rasagilina (Azilect);
  • selegilina (Eldepryl, Zelapar, Carbex);
  • tranylcypromine (Parnate) e outros.

Os pacientes devem perguntar ao seu médico ou farmacêutico antes de usar produtos para os olhos de atropina se estiverem tomando certos medicamentos, como:

  • drogas antiarrítmicas, por exemplo, quinidina, procainamida (Procanbid), anti-histamínicos como meclizina (Antivert) ou difenidramina (Benadryl);
  • antiespasmódicos, como diciclomina (Bentil);
  • certos medicamentos utilizados para tratar a doença de Parkinson, tais como benztropina (Cogentin) ou tri-hexifenidilo (Artane);
  • antidepressivos, por exemplo amitriptilina (Endep, Elavil).

É seguro tomar atropina se estiver grávida ou amamentando?

Não existem estudos adequados e bem controlados de sulfato de atropina em mulheres grávidas. Oftalmologista Brasilia

Pequenas quantidades de atropina foram detectadas no leite humano após a administração de atropina injetável. As preparações oftálmicas de atropina são compatíveis com a amamentação.

Que preparações de atropina estão disponíveis?

Solução oftálmica: 1%

Como devo manter a atropina armazenada?

A solução oftálmica de atropina pode ser armazenada na geladeira ou à temperatura ambiente, longe do calor e da luz.