Tecnologia

sistema de informacao

Essas duas atividades, Sistemas de Informação e Sistemas de Telecomunicações parecem, aparentemente, ter uma grande conexão. Alguns, podem até achar que são as mesmas coisas, mas a história não é bem assim. E aqui vamos mostrar a diferença entre elas. Confira.

 O profissional de Sistemas de Informação é capaz de planejar, desenvolver, implantar e gerenciar programas, interfaces e aplicativos.

Uma das principais áreas em que o profissional de Sistemas de Informação trabalha é no desenvolvimento de software. Ele também cuida da funcionalidade de sites. Além disso, ele pode atuar criando lojas virtuais, páginas e portais para internet e intranet, por exemplo.

Como administrador de fluxo de informações, o profissional de Sistemas de Informação atua na modernização e agilidade dos processos de comunicação de uma organização. Ele cria programas para facilitar a comunicação interna, adapta-os às necessidades de uma determinada empresa e também é responsável pela instalação do sistema.

Já o profissional de Sistemas de Telecomunicações trabalha em planejamento, gestão, implantação e manutenção de projetos de sistemas de telecomunicações, como telefonia, comunicação de dados, serviços celulares, TV a cabo e digital e outros.

Ele também pode desenvolver e implantar sistemas de transmissão de sinais por meio de satélites, cabos, fibras ópticas e micro-ondas.

Pelo que vimos até agora ambas as áreas estão conectadas com os avanços tecnológicos. E, evidentemente, como sabemos, a tendência é que as atividades ligadas à tecnologia continuem crescendo.

Por isso, tanto Sistemas de Informação quanto Sistemas de Telecomunicações são boas escolhas para quem possui alguns interesses e habilidades específicos.

Como é o curso de Sistemas de Informação

O estudante de Sistemas de Informação irá adquirir conhecimento através das noções de formação profissional nas áreas de Sistemas da Informação Organizacionais e Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs).

Portanto, por exemplo, ele irá se deparar com disciplinas como algoritmos e programação, arquitetura e organização de computadores, gerenciamento e administração de TI, engenharia de software e computação para dispositivos móveis

O curso oferece amplo conhecimento sobre a legislação e as normas técnicas relacionadas à profissão, o que permitirá uma atuação ética e responsável perante as questões sociais, ambientais e tecnológicas.

Após completar a formação do curso que tem oito semestres, o profissional estará apto a desenvolver, implantar e validar sistemas de informação em empresas e organizações dos mais variados setores.

Também poderá atuar na elaboração de projetos de banco de dados, na configuração de sistemas para a solução de problemas e no alinhamento de ações de TI com os objetivos de negócios das organizações.

O mercado oferece oportunidade principalmente na integração e gerenciamento de departamentos de Tecnologia da Informação. Depois de inserido ao departamento, o profissional irá trabalhar para otimizar os processos de negócios das organizações.

Essa é a profissão certa para quem está pensando no futuro próximo e na rápida inserção no mercado de trabalho. Organizações de todos os setores precisam de softwares para a captação, organização e armazenamento de dados. Sendo assim, o profissional com conhecimento na área é bastante valorizado.

Como é o curso de Sistemas de Telecomunicações

 O Curso Superior de Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações oferece uma formação envolvendo técnicas e conceitos de eletricidade, desenho técnico, arquitetura e topologia em redes, antenas, propagação, infraestrutura de redes, voltadas para o planejamento, gestão, implantação e manutenção de projetos de sistemas de telecomunicações (telefonia, comunicação de dados, redes físicas e sem fio; serviços celulares, TV a cabo e digital, etc.).

Como as principais disciplinas, o estudante irá se deparar com Antenas e Propagação; Arquitetura de servidores de rede; Cabeamento estruturado; Novas redes de telecomunicação, Lógica para redes de computadores e Eletricidade geral.

O curso tem como objetivo capacitar profissionais com as tecnologias de sistemas de telecomunicação existentes no mercado e capazes de atuar nas áreas de gestão, desenvolvimento, implantação de projetos, operação e manutenção de sistemas de telecomunicações, e estejam aptos a garantir qualidade e segurança na comunicação de dados necessários para a operação de uma empresa.

Após a conclusão do curso, o profissional sairá capacitado para criar, administrar e gerenciar a infraestrutura de redes de telecomunicações, associada às tecnologias de comunicações de dados, realizar troubleshooting em uma rede de telecomunicações e apresentar soluções de melhorias de infraestrutura de redes já instaladas.

Ele também estará apto para configurar equipamentos e serviços envolvidos em sistemas de telefonia, planejar e configurar esquemas de endereçamento de rede e calibragem de orientações de antenas e sinais e auxiliar na formulação de políticas de segurança de redes de acordo com o cenário de aplicação existente.

Além de poder trabalhar nas empresas que produzem ou vendem equipamentos e serviços de telecomunicações: sistemas de radiotransmissão, telemática, telefonia fixa e celular, televisão aberta e a cabo.

Recomendações para ingressar nos cursos de Sistema de Informação e Sistema de Telecomunicações

Como vimos, as duas áreas são extremamente voltadas à tecnologia. Por isso, o profissional precisa gostar e ter afinidade com o mundo tecnológico. Outro requisito importante é a familiaridade com a matemática devido às exigências do curso.

Agora, se você se vira bem em matemática, gosta de tecnologia e pretende chegar em uma área com um mercado aquecido, os cursos de Sistema de Informação e Sistema de Telecomunicações são uma ótima sugestão.

internet movel

Para você escolher a melhor internet móvel para o seu smartphone, é necessário considerar, além do preço dos pacotes, o seu comportamento online. Isso porque ao contratar um plano de internet, a franquia de dados móveis que você irá contratar é o limite de dados que você poderá enviar e receber durante o ciclo de cobrança. 

Dessa forma, antes de contratar um plano de internet para o seu celular, é importante você considerar as atividades que você realiza durante o seu dia a dia e entender o quanto elas consomem, pois são elas que devem ser consideradas para fazer a escolha correta.

Como funciona o consumo da internet móvel?

A sua internet móvel é consumida da seguinte maneira: através da rede 3G ou 4G, toda a informação que você envia ou recebe consome dados da sua franquia. Em relação à quantidade de dados, 1 megabyte (MB) equivale a 1024 kilobytes (KB).

Para te ajudar a compreender, listamos uma média do quanto de dados é necessário para cada atividade:

  • Compartilhar uma foto em uma rede social: 350KB/foto
  • Baixar um e-mail com anexo: 350KB/página aberta + 5KB/mensagem
  • Acessar uma página na internet: 300KB/página aberta
  • Baixar um e-mail sem anexo: 10KB/e-mail sem anexo
  • Aplicativos de mensagem instantânea: 5KB/mensagem

Alguns hábitos digitais têm alternativas para economizar dados, conforme vamos te explicar a seguir: 

Baixar um aplicativo: 15MB/aplicativo

Para baixar aplicativos também são consumidos dados, em média 15MB por cada aplicativo baixado. 

No entanto, antes de baixar o aplicativo, é interessante conferir o tamanho dele e se ele tem alguma outra versão mais leve que consuma menos internet e memória. 

O aplicativo Messenger, do Facebook, tem uma versão chamada Messenger Lite que consome menos dados, por exemplo. O mesmo vale para o aplicativo de transporte Uber, que também disponibiliza a versão chamada Uber Lite, que também promete consumir menos dados.

Assistir vídeos online (1 min): 2MB/minuto 

Os vídeos online consomem uma quantidade grande de dados, até mesmo quando são exibidos em uma menor resolução. Para ter uma ideia, cada minuto de vídeo consome 2MB, em média.

Não há solução para economizar os dados da sua internet, a melhor forma é assistir aos vídeos online apenas quando estiver conectado em uma rede Wi-Fi. A alternativa é fazer download quando estiver conectado ao Wi-Fi e assistir depois.

Baixar uma música: 4MB/música

Aplicativos para escutar música, como o Spotify e o Deezer, entre outros, consomem em torno de 4MB por música ouvida online e baixá-las. Para os assinantes desses aplicativos há a possibilidade de fazer o download das músicas e das playlists quando estiver conectado ao Wi-Fi e depois ouvir sem precisar consumir os dados da internet móvel.

Economizar dados nos principais aplicativos

Os principais aplicativos, como por exemplo, o WhatsApp, Facebook, Instagram, Youtube, Twitter, Netflix, entre outros, realmente podem ser os grandes vilões do consumo de franquia dos seus dados. 

Abaixo, listamos algumas dicas para você economizar os dados da sua internet móvel nos principais aplicativos:

WhatsApp

O WhatsApp é um dos aplicativos mais utilizados no mundo. Diariamente, as pessoas encaminham milhares de mídias umas para as outras, estas que podem consumir um número elevado de dados, visto que 20 mensagens de fotos e áudios consomem quase 2MB. 

A dica para economizar nestes casos é fazer o download de mídias apenas quando estiver conectado à rede Wi-Fi.

Facebook

Cinco minutos de navegação pelo feed do Facebook pode gastar 2MB, em média. A alternativa para economizar dados é ativar o modo economia de dados, na configuração do aplicativo do Facebook no seu smartphone.

Instagram

Como a maioria das pessoas já sabe, o Instagram é uma rede social voltada para o compartilhamento de fotos e vídeos. Entretanto, o que muitos não sabem é que para carregar cinco fotos é necessário em torno de 2MB. 

Para reduzir o consumo de dados, assim como o Facebook, nas configurações do aplicativo é possível ativar a opção “Usar menos dados”.

Youtube

Para assistir 15 minutos de vídeos no Youtube são necessários 26MB, na qualidade mais baixa. Para controlar os dados, também é possível ativar o modo “limitar dados móveis”” que faz com que permite assistir vídeos em HD somente quando estiver conectado em rede Wi-Fi.

Twitter

O Twitter consome 8MB de dados em apenas cinco minutos de uso. Para reduzir os dados, é necessário ativar a opção “economia de dados” no aplicativo.

Netflix

A Netflix, por ser um serviço de streaming online, consome em cada hora assistida 300MB em baixa definição e 7GB quando assistido em definição HD.

A escolha do pacote de dados correto

Para você acertar na escolha do seu plano e ter um pacote de dados compatível com os seus hábitos digitais, considere o tempo que você utiliza navegando em páginas da internet e nas redes sociais e, principalmente, avalie quais são os aplicativos que você mais usa. 

Algumas operadoras, de acordo com o plano escolhido, fornecem acesso ilimitado à eles e sem descontar da franquia de dados, o que podem fazer você economizar muito. 

creditos para celular

Embora as operadoras venham oferecendo cada vez mais benefícios para seus clientes de conta ou controle, muitos ainda preferem utilizar o sistema pré-pago por achá-lo mais prático e econômico. Mas, afinal? Qual a vantagem de manter uma linha pré-paga? 

Mesmo com todas as novidades na área de telefonia móvel, ao que tudo indica, o serviço pré-pago, considerado o mais básico, vem se mantendo forte entre os consumidores. Levando isso em conta, as operadoras vêm buscando se atualizar e oferecer mais atrativos aos clientes que utilizam esse sistema. Ainda que sempre estejam tentando atraí-lo para um plano pós-pago ou controle, as prestadoras buscam disponibilizar cada vez mais benefícios com o intuito de estimular os clientes a realizarem mais recargas.   

Tim Pré Top

Acompanhando a preferência desses usuários, as empresas têm buscado incrementar os pacotes de créditos para celular, oferecendo diferenciais na hora de realizar a recarga. A Tim, por exemplo, dispõe do Tim Pré Top, que, a cada recarga, transforma o valor em benefícios para o cliente. Recarregando R$20, o usuário tem direito a 2G de internet mais um bônus de 6G para utilizar durante a madrugada (das 00h às 6h). Além disso, ele também tem acesso ilimitado às redes sociais, podendo navegar no Facebook, Whatsapp, Twitter e Messenger sem gastar de seu pacote de internet. 

Outra vantagem oferecida pela Tim é a facilidade de realização das recargas que podem ser feitas pelo Whatsapp. Isso mesmo, basta iniciar uma conversa com a Tim no Whatsapp (41-4141-4141) e digitar: “Quero recarregar” ou apenas “Recarga”. Depois é só informar o valor que deseja e aguardar uma confirmação para que a recarga seja realizada. 

Economia sem surpresas

Um dos pontos que mais pesa para aqueles que preferem manter um celular pré-pago diz respeito à economia realizada, em comparação a um plano controle ou de conta. O sistema também facilita a vida de quem não tem costume de utilizar muito seu celular, preferindo usufruir das redes wi-fi. O cliente pode controlar quanto gastar por mês, a cada recarga, de acordo com suas necessidades e preferências.

É inegável a facilidade de realizar recargas, mas como os créditos para celular são administrados pelas operadoras? Segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), a validade mínima dos créditos é de 30 dias, mas a prestadora também é obrigada a oferecer créditos com validades igual ou superior a 90 e 180 dias que devem ser oferecidos em todos os setores de atendimento presencial das prestadoras e em todos os pontos de recarga eletrônica da empresa ou disponibilizados por terceiros. 

O órgão ainda avisa que as informações sobre o prazo de validade dos créditos para celular devem ser repassadas pela prestadora ao consumidor. E quando os créditos estiverem perto de acabar ou de expirar, o consumidor deve ser comunicado pela operadora. A operadora deve ainda disponibilizar opções de consulta ao saldo de créditos e prazos de validade, de forma gratuita.   

Pré-pago, pós-pago ou controle, eis a questão

Ainda que muitos prefiram a flexibilidade de um pré-pago, bem como sua facilidade de cancelamento a qualquer momento, há quem tenha buscado migrar para outros planos, vendo mais vantagem. Os planos controle vem ganhando espaço entre os usuários de pré-pagos, por oferecer mais benefícios por um valor fixo mensal, que também acaba sendo um bom caminho para quem deseja obter mais gastando menos. Os planos pós-pagos também vêm oferecendo variadas opções que se adéquam aos diferentes tipos de bolsos, tornando-se mais acessível, embora muitas empresas atuem ainda com contratos de fidelidade ao realizar a assinatura. 

Contudo, mesmo diante da crescente oferta de promoções para trocar o pré-pago e fugir das recargas de créditos para celular, aderindo aos planos controle ou pós-pago, o número de usuários dessa modalidade ainda representa a maioria entre os brasileiros. Em 2018, os planos pré-pagos correspondiam a nada menos que 63% dos assinantes de telefonia móvel no país. Ou seja, parece mesmo que o serviço ainda é o preferido no cenário nacional.

Recarregar para não perder

O maior problema para aqueles que mantêm uma linha pré-paga é, sem dúvida, o risco de perder seu número caso não haja recargas durante determinado período. De acordo com a resolução 632 da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), a operadora tem o direito de cancelar a linha por falta de crédito. Conforme a resolução, ao atingir o limite de crédito, o cliente pode receber chamadas por mais 30 dias. Após esse prazo, os serviços podem ser bloqueados, com exceção de discagens para números de emergência, como polícia e bombeiros. Depois desse período, o consumidor tem mais 30 dias para regularizar a situação antes que sua linha seja de fato cancelada.

O prazo de validade para as recargas pode variar conforme o valor adquirido. Os créditos para celular do Tim Pré Top podem ser obtidos a partir de recargas de R$10. Tanto inserindo esse valor quanto R$15 ou R$20, a validade dos créditos é de 30 dias. Recargas de R$30 e R$40 são válidas por até 90 dias, e recargas de valores maiores, de R$50 a R$100 têm validade de 180 dias. Lembrando que quanto maior o valor da recarga, maiores são os benefícios recebidos pelo cliente. De resto é ficar atento e realizar a compra de créditos para celular com frequência para garantir seu número.

História da Eletropaulo e mudança para Enel

A Eletropaulo, que é uma empresa responsável pela distribuição de energia elétrica no estado de São Paulo, após ser comprada pelo grupo italiano Enel, que possui sede em Roma e atua na geração e distribuição de energia elétrica, passou a se chamar Enel Distribuição São Paulo.

Então preparamos esse artigo para que você possa entender melhor a história da Eletropaulo desde sua formação até sua venda.

A Eletropaulo

O início da historia da Eletropaulo se deu em 1899, quando a energia elétrica em São Paulo era fornecida pela empresa privada canadense Light São Paulo – São Paulo Tramway, Light and Power Company.
No final de 1970 foi assinado um contrato de concessão da Light com o governo federal, já em 1981, na gestão de Paulo Maluf, o governo do estado de São Paulo efetivou a compra da Light paulista e dela criou a própria empresa de energia, agora com o nome de Eletropaulo.
A nova empresa foi por uma década uma das maiores estatais de São Paulo, gerando mais de 26 mil empregos.

Privatização da Eletropaulo

Em 1995, Mário Covas criou um Programa Estatal de Desestatização, conhecido como PED, para privatizar algumas estatais paulistas. Nesse projeto entrou a Eletropaulo.
Como a empresa de energia elétrica era muito grande, foi decidido não privatizá-la de uma vez, então foi feito em blocos, separando-a em quatro menores empresas, foram elas:

Eletropaulo Metropolitana: Esse primeiro bloco foi privatizado em 1999 e teve o nome de AES Eletropaulo.

Empresa Bandeirante de Energia: Esse segundo bloco foi privatizado também em 1999, sendo chamado de EDP Bandeirante.

Empresa Paulista de Transmissão de Energia: Esse bloco é conhecido hoje como Transmissão Paulista e foi privatizado em 2006.

Empresa Metropolitana de Águas e Energia ou EMAE: Por último, restou esse bloco, que ainda é mantida como estatal.

A marca Eletropaulo já não existe mais desde a privatização do primeiro bloco, porém, a população paulista ainda tem o habito de usar o nome nas empresas menores que foram criadas como blocos para privatização, principalmente a AES Eletropaulo, já que existe uma semelhança no nome.
Por isso, apesar do fim da empresa, a marca foi mantida, esse reconhecimento é devido ao enorme crescimento da estatal e benefícios que ela trouxe para a população paulista.


De Eletropaulo para Enel

Em junho de 2018, Eletropaulo Metropolitana, denominada AES Eletropaulo após a privatização, foi comprada pela marca global Enel, depois de uma grande disputa com a marca espanhola Iberdrola.

Com a compra da Eletropaulo, a empresa se tornou a maior em distribuição de energia do Brasil, com cerca de 17 milhões de clientes atendidos.

Seis meses após a compra, a Eletropaulo passou a se chamar Enel Distribuição São Paulo, essa mudança de nome ocorreu com o objetivo de marcar a entrada da Enel no mercado paulista de forma bem intensa, já a mudança de marca, segundo o presidente Max Xavier Lins, será feita de forma gradativa.

Pronto. Esperamos que com esse artigo você tenha aprendido um pouco sobre a história da Eletropaulo.

É um procedimento cirúrgico de rápida duração, aproximadamente 30 minutos, que consiste na remoção das veias através de microincisões que dispensam pontos, com cicatrizes discretas ou mesmo imperceptíveis.

tratamento de varizes

O paciente não precisa ficar internado após a microcirurgia. O tratamento feito com anestesia local e ambulatorial, ou seja, não há necessidade de repouso, podendo voltar as atividades 48 horas após o procedimento. É preciso aguardar entre 30 e 45 dias para expor a área tratada ao sol sem riscos de a pele ficar manchada.

É importante lembrar que a retirada das veias não prejudicam a circulação do sangue, pois os vasos saudáveis encarregam-se de manter o fluxo para o coração de forma correta.

Clínicas já vêm adotando essa técnica no tratamento de varizes, angiologista em taguatinga.

Os clientes dos Escritórios passam a ter um aumento da capacidade produtiva, da agilidade, praticidade e lucratividade nos seus negócios, uma vez que sua atenção fica dedicada exclusivamente para a sua atividade fim.

  1. O cliente ganha flexibilidade quando necessitar de estruturas que possivelmente não poderia ter no caso de estar utilizando um escritório convencional, como por exemplo, contar com Salas de Reunião, Salas de Treinamento, equipamentos audiovisuais, serviços especializados, entre outros.
  2. Outra vantagem é a total agilidade para iniciar suas atividades imediatamente, sem ter que aguardar longos períodos de reformas ou algum outro inconveniente, ainda com a possibilidade de utilizar imediatamente um endereço em locais estratégicos, com excelente localização e infraestrutura adequada a suas necessidades.
  3. O cliente pagará apenas pelo serviço que utilizar, (sistema Pay-Per-Use), representando muita economia, pois transformará custos fixos em custos variáveis. Com a economia obtida será possível ao cliente investir mais no marketing do seu negócio, uma vez que não terá que despender recursos para montar sua própria estrutura física.

Nós indicamos: Escritórios Virtuais em Belem-PA
Escritórios Virtuais em Fortaleza
Escritórios Virtuais em Brasilia DF

Os principais serviços dos escritórios virtuais:

  • Recepção de seus clientes com pessoal treinado e serviços de secretaria;
  • Endereço comercial de prestígio;
  • Endereço fiscal para registro da sua empresa;
  • Salas executivas;
  • Salas de Reunião de tamanhos variados;
  • Espaços de Coworking;
  • Salas de Videoconferência;
  • Salas de Treinamento com infraestrutura de equipamentos e serviço de coffee break;
  • Suporte tecnológico;
  • Serviços de office boy, motoboy, carteiro e cartório;
  • Digitação e envio de suas cartas, textos, tabelas, fax e e-mails;
  • Número telefônico exclusivo para sua empresa;
  • Atendimento telefônico personalizado dentro do horário comercial;
  • Transferência de ligações e anotação de recados e visitas;
  • Providências para pagamento de suas contas;
  • Acesso à internet Banda Larga;
  • Agendamento de seus compromissos;
  • Entrega, recebimento e redirecionamento de suas encomendas e correspondências;
  • Serviços de copa, limpeza e manutenção;

fonte com adapatações: http://www.ancev.org.br/escritorio-virtual